Publicidade

Acesso rápido

Como inserir ênfase em seus colóquios ofensivos

Postado por Guilherme Batista, em 11/02/2010

Nota: esse post foi inspirado em um post antigo da namorada, e eu to com preguiça de caçar o link. Assim que achar eu posto aqui, ok?

Apesar de vivermos em um mundo completamente dominado pelos meios de comunicação, é admirável a quantidade de blogueiros, twitteiros e, por que não dizer?, pessoas FORA DA INTERNET com dificuldade de expressar seus sentimentos. Sim, eu sei que você está em choque por saber que existem pessoas falando fora da internet, e não me refiro a conversas em celulares. Calma, respira fundo que o trauma passa.

Pois bem. Tais pessoas, não sabe-se o motivo, não conseguem expressar direito. Querem falar algo que realmente as irritaram? Soltam um "CARA...MBA!". Pois este post surgiu para ajudá-las!

Ao invés de dizer...
"Caramba!"
Diga: "PUTA QUE PARIU CARALHO!"

Viu? Bem mais enfático.



Ao invés de dizer...
"Putz"
Diga: "POOOOORRAAAAAAAAAA MÉRMAAAÃO!" ou 'ÊTA PORRA!'
Cariocas conseguem dar uma ênfase sem tamanho a essa merda, sabe-se lá deus o porque.


Ao invés de dizer...
"Que ruim hein?"
Diga: "Ô BUCETA CABEEEELUUUUUUÛDA!"
Muito melhor e, acima de tudo, desestressante. Em última análise, ainda é um gatilho ao imaginativo popular. Sempre tem um tarado retardado fissurado na buceta da Vera Fisher, aquela mata atlântica que assola meus sonhos pesadelos desde 2000

Estes são apenas exemplos práticos. Você pode adicionar muito mais. Inclusive pode falá-los em uma reunião com o presidente de uma empresa, já que, como sabemos, se hoje em dia você não precisa nem de diploma para trabalhar, que dirá de educação

Forte abraços




Guilherme se sente bem

Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados