Acesso rápido

06/03/2009

Como NÃO ser homem

Assim:
"Conheci o Fulano (amigo de um amigo) há dois anos e a coisa virou um nheco-nheco velado. A amizade era baseada em conversas de msn e eu, claro, fui me apaixonando. Ele falava gracinha, eu elevava à décima potência mas nunca falei o que sentia - apesar de estar bem óbvio pra todos. Nesse meio tempo ele começou a namorar (me apresentou, levou ela pra jantar comigo e meus amigos), mas continuava fazendo gracinha "sonhei com você", perguntava sempre com quem tinha saído, se estava namorando blablabla. Terminou o namoro, vinha chorar as pitangas (à essa altura eu já estava desenvolvendo uma gastrite nervosa) até que eu resolvi me declarar por email. Em resposta, ele disse que sempre soube que me provocava e que só queria ver até onde eu iria "amarelar". A questão é: qual a explicação pra tudo isso? A teoria da mulher feia, gorda (ou os dois) ou o cara é simplesmente um sádico perverso?"


Trecho da resposta do Gravata:
O que aconteceu? O óbvio: o panaca agiu de forma 'panáquica' e você sentou na graxa. Ele não é um sádico perverso, mas sim um moleque babaca. E você está na mão desse adolescentezinho que joga RPG na vida real e brinca de videogame com criaturas de carne-e-osso.

O original tá aqui

Bem, assino embaixo.

2 comentários:

Andy Storti disse...

gostei do novo layout do blog :)

Nayara disse...

Caralho layout novo, comprou onde miga???? hauuhauhahua