Publicidade

Acesso rápido

Razões para NÃO confiar na Cloud Computing

Postado por Guilherme Batista, em 02/01/2009

Não sou lá muito formado em tecnologia e muito menos sou lá um consultor digital de renome no mercado - mas pro diabo com isso, aqui é a internet e eu posso falar do que me vier na telha mesmo :P

Quando fiquei sabendo do conceito de Cloud Computing, pensei que era algo que existia desde, deixe me ver de memória... 1998, quando fiquei sabendo que exisitam HDs que não precisavam de estar na máquina. Álias, o próprio FTP já pode ser considerado um parente pré-histórico do Cloud: bastava você ter uma conexão com a web, o login e o endereço do servidor em questão que você já tinha acesso aos dados que estavam lá

Bem, tinha lá suas falhas de segurança, mas no geral, eu achava mais confiável. Na época não sabia exatamente o porque, só recentemente, com esse conceito enfiado na minha goela que fui me tocar. As razões de eu não confiar NEM UM POUCo nas Nuves? Tá:

-Você precisa de uma conexão com a web


Isso por si só já é um problema. Se sua placa de rede queima, além de precisar de uma placa nova - e se você estiver com um note, vai ser um LAPTOP novo mesmo - você simplesmente não conecta. Ah, é rede wi-fi? E se as antenas, ou o roteador, queimarem? Duh, quer dizer que você conecta via rede 3g? Bem, esse texto está sendo escrito num notebook que, em teoria, deveria estar conectado à rede 3g, e eu estou conectado na EDGE. Álias, ESTAVA, a conexão acabou de cair. Não é 3g, é satélite? Sinto dizer, devem ter algumas nuvens e uma tempestade elétrica na atmosfera impedindo sua conexão.

O que eu quero dizer é que simplesmente sem conexão com a internerd você NÃO TEM acesso aos seus preciosos dados. Sem web, sem cloud. Sem cloud, sem dados. Sem dados, sem trabalho.

EX: Seus dados em qualquer lugar. Desde que o item 1 exista
Já aconteceu comigo: numa reunião super importante, a conexão 3g falhou, o wi fi não conectava e o cabo de rede não chegava aonde o note deveria estar. Resultado? Fiz a apresentação no swf e enrolation mesmo. Mas os dados principais estavam comigo, mas os dados que dariam AQUELE PLUS na porra da apresentação simplesmente não estavam ao meu alcançe. Me fodi lindo né?



-Você não tem controle nenhum sobre o que fazem com seus dados. Ou do que acontece com eles.


Há um livro chamado "Os Axiomas de Zurique" que, num dos trechos, dizia que você deveria estar constantemente preocupado. Claro que isso se referia a preocupações de ordem financeiras, tipo ações na bolsa e o caralho. Sobre os seus dados, você tem que ficar despreocupado. E sou muito, MUITO paranóico com dados. Não me agrada a idéia de ter qualquer um podendo ver as cantadas baratas que mando pra ari via email. Vai que quem cuida do servidor é um terrorista russo que vai usar essas cantadas como arma verbal contra o resto do mundo? Não me agrada a idéia de dar armas perigosas pro terrorismo

EX: um belo dia estava lá eu, belo, lindo e folgado, escrevendo um PUTA TEXTO pra aula de Redação com foco Publicitário. Sim, eu tive aulas de "redação publicitária", não me torre. Em suma, eu escrevi um pusta reclame para um outdoor [naquela época, nós podíamos usar outdoors em sampa]. O redator amigão meu olhou pro texto e falou: "Tá uma bosta". O redator chefe olhou pro texto e falou: "tá uma bosta retumbante". O SÉRGIO VALENTE olhou pro maldito texto e falou: "TÀ UMA BOSTA INCANDESCENTE! PÕE NO PRÓXIMO OUTDOOR DA TELEFONICA!". Em suma, gostaram. E cooomo na época eu não dispunha de pen drive [estagiário, né?], nem de quem me emprestasse um, pensei: "Que se foda-se! Vou jogar no google docs e eu pego na facul!"

Quando cheguei na facul, o texto simplesmente tinha sumido. E até hoje deve estar perdido em algum HD do google. E eu peguei DP logo no primeiro semestre.



-Seus amigos foram pra web!


Tudo bem que a maioria dos meus amigos eram composta de nerds esquisofrênicos imbecis que achavam que o sinônimo de saco roxo era ser capaz de compilar um Kernel, ou de tirar um acerto crítico em Vampiro e diablerizar o Caim (!!!). Isso era perfeitamente aceitável, até porque, quando eles se enfurnavam no seu mundinho nerdico bolha, eu estava com a namoradinha da época. Só que a gente, eu, os amigos e a namoradinha, saíamos bastante; o centro de embu tem lá suas opções de diversão juvenil. Mas o problema é que com o advento da internet pós bolha, nego achava o must ficar eternamente conectado e mantendo dados armazenados na web. Aí inventava de baixar eles no celular JUSTO NA HORA DO CLÍMAX de um jogo de RPG. E a conexão naquela época era via PIOR que as EDGE.

EX: tá no texto acima, não me peçam exemplos aqui

-Informação picotada e limitada.


Wiki? Last.fm? Diretório do podcasts? TUDO vem absolutamente limitado. O primeiro acabou se tornando uma piada com a Desciclopédia e a própria Wikipedia. O segundo é horrível de lento e, apesar de ser os usuários que fazem o conteúdo, geralmente você só tem acesso a 30 segundos.
Broxada master não pode haver maior :P. E nem preciso comentar sobre os epsódios de séries estarem limitados a 10m/ epsódio no Vocêtubo.

EX: estava lá o bonitão aqui todo pomposo por ter achado um artista foda na Last.FM. Se achando a verdadeira última azeitona do pote na geladeira, o verdadeiro três boludos da agência. Aproveitei o fato que já estava solteiro mesmo, ia cair matando. E caí matando na loirinha peituda e coxuda da agência, a estagiária favorita do presidente [adivinhem o porque...]. Caí matando tanto que ela veio super animada conversar comigo quando viu que eu conhecia seu artista favorito. E eu lá, todo pimpão, abro o last.fm no meu user, chego no artista e vou colocar a música favorita dela e... só rodam 30 segundos.
A garota broxou bonito, até porque na hora eu fiquei, digamos, irritado com o fato. E o caso acabou ali;

Perdi uma fornicação por causa da cloud computing, motivo maior para odiar essa porra não pode haver.


-Certificações esquisitas para esses serviços. E caras


Certificação CISCO? O caralho, o esquema agora é ser certificado em Adsense [alguém em sã consiência CLICA NESSAS PORRAS?], Adwords [alguém em sã consiência CLICA NAQUELES SITES EM AMARELO?], Analytics [alguém sem sã consiência vai lá e não CLICA NAQUELAS ESTATÍSTICAS?], a-alguma coisa.

A mais básica aí custa 850 paus, e periga de tu não passar na prova e ter que pagar 850 dinheiros de novo. E nem preciso botar exemplo aqui.



-Betas


Caiu? Culpe o beta. Perdeu dados? Culpe o beta. O serviço de redundância de servidores deixou de funcionar? Culpe o beta. Queda na Wallstreet? Beta. Morreu um velhinho pisoteado na sexta feira negra? Beta. Chegou aquele email indesejável, deletou, fingiu que esqueceu e o remetente veio querendo seu fígado? Beta.

Tudo bem que a web é um beta eterno, mas isso já tá irritando. E os exemplos foram abandonados por completo agora

-AJAX


Até 2004 isso era um produto de limpeza, e no meio mais nerd possível, um marciano que lutava ao lado de um pirado vestido de morcego e um maluquinho que botava uma cueca por cima da calça e usava um lençol como capa.

Depois veio o hype de que isso era o futuro da web e que iria derrubar o flash na criação de hotsites {AHEUAHEUAHEUAHEUAHEU AEUHAEUHAUE A EUABEAUHEUAHEUAE AEUHAEUHAEUHAE AEUAHBUEHAUEHUAEHAUHEUAHEUA} e mini aplicativos {AHEUAHEUAHEUAHEUHAEUHAEUAHEUAHEUAHEUH²³²³²³²³³}.
Só prestou mesmo pra fazer peso no meu CV. Até hoje eu NUNCA precisei usar isso. O google maps usa, o gmail usa, a Amazon usa, mas eu não. Ajax facilita o uso da cloud, isso é verdade; arrisco a dizer que é a "OOP" da web, já que os dados são carregados quando são chamados mesmo [como os métodos na OOP], mas fora isso, não serve mais pra porra nenhuma. Começando pelo fato de ter que ser desligado quando você acessa de um celular, como o x5610 ou o k550i.


-Possibilidade de cobrança


Essa porra toda de ser gratuita tá muito boa, muito bem, mas o serumano é capitalista: aonde ele ver uma oportunidade de lucro, ele vai tentar lucrar. Com todos os serviços online e você raramente



Tem outros N motivos para não usar a Cloud Computing: possível falta no abastecimento elétrico, um estagiário pode tirar o cabo de rede principal do servidor principal, uma mariposa pode entrar no storage e fritar um dos núcleos de um computador, a faxineira pode derrubar veja multi uso no hack, podem pegar seus dados e usarem contra você [Stalkers do orkut], etc, etc. Mas os principais estão aí. Reflitam.

Depois eu faço um post falando bem da Cloud e quais são as vantagens dela :P

Um comentário:

Ernesto disse...

Tudo o que vc falou é mais perfeita verdade. O problema está no fato de que as pessoas não pensam!!!Aliás esta tentativa não tem nada de novo. Já foi tentada anteriormente com outro nome . Agora não lembro mais. Vale a pena ler um livro (livro bom só tem em nglês) " in search of stupidity". Bom, para quem começou na informática nos anos 80 existia um troco chamdo terminal burro e outro chamado time sharing- é a "velha nova" cloud computing com outro nome.

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados