Publicidade

Acesso rápido

Tu acha tua vida uma esquisita?

Postado por Guilherme Batista, em 23/01/2010

Ontem eu fui conversar com uma antiga conhecida, que tava sumida a uns bons anos - e não havia meio de comunicação no qual me fizesse falar com ela, e eu havia tentado de tudo.

Pois bem. Descobri que o pai dela passou a trair a mulher com um traveco, e a mulher era uma PUTA MULATA GOSTOSA PRA CARALHO que até eu mesmo tentei xavecar. A mulher, diga-se, descobriu-se lésbica (ou já era e tava fingindo...) e depois se suicidou quando a namorada sofreu um acidente.


Ok, já seria trauma o suficiente seu pai virar uma bichona loca amarrada em um traveco com menos idade que você, e a menina ainda teve que lidar com o trauma de perder a mãe. Certo.

Daê tava lá eu, todo condolescente com a moça, dizendo que a vida tem dessas e que a gente tem que seguir em frente e blablabla quando sou interrompido pela pérola:

"Eu sei que a vida pode ser ruim, mas ela fica boa com o tempo. Ainda mais quando você encontra alguém que verdadeiramente te ama, e essa pessoa é sua irmã... a gente até casou, tamo morando juntas e eu to grávida dela"

PARA TUDO  PORRA!

Como assim, "eu to grávida dela"? Da IRMÃ? Me explica essa porra direito batima, pq eu to boiando desde ontem. 








Guilherme está tremendamente confuso.



Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados