Publicidade

Acesso rápido

Dos reality show

Postado por Guilherme Batista, em 30/08/2009

Não consigo entender reality shows da vida. Não entra na minha cabeça o conceito ridículo de fazer meia dúzia de gatos pingados se foderem - por dinheiro, enquanto outra meia dúzia assiste de camarote.

Se for pra ver coisa assim, eu prefiro ver gente na vida real mesmo - colocando a coisa desse jeito, podemos comparar com o nosso emprego. Meia dúzia se fodendo por dinheiro (a peãozada) enquanto meia dúzia assiste de camarote (a diretoria executiva, que, como todos sabem, só passeiam de helicóptero comprado com o suor dos peões).

Veja bem, eu acho ridículo o programa. Programas cada vez mais inúteis, que adicionam cada vez menos ao ser humano enquanto essencia. Programas que só mostram uma das piores facetas do ser humano - a de se humilhar, e muito, por algumas migalhas de fama. Dos participantes de reality shows que conheço, pouquíssimos se deram bem. Grazzy Massafera e Sabrina Sato são as únicas que me ocorrem no momento, mas eu sei que tem outras pessoas. O resto, só recebeu a humilhação de aparecer em rede nacional (e internacional, mas em alguns países apenas), de ser famoso por cinco minutos e depois, nunca mais.


Humilhação essa é como se expor numa vitrine, por exemplo - ou, no meu ver, coisa pior. É algo realmente lamentável. Não digo gente que assiste esses programas - até pq, só existem dois reality shows que eu gosto de ver (10 Anos mais jovem e aquele do inglês que cozinha), por achar que tais reality shows me adicionam conteúdo (o primeiro por eu poder entender de biótipos e saber o que dá pra fazer pra melhorar o astral da minha mulher, e o segundo por eu aprender a fazer pratos novos - tá, vai, pode zoar). É como você se enfiar numa caixa de vidro e mandar levar essa caixa pro meio da Paulista.

Eu tenho certeza que iria ser angustiante ver as pessoas apontarem pra você e rirem de seus defeitos, ou da sua cara, e você não poder fazer nada.



Esse post surgiu mais como um desabafo mesmo. Não gosto de reality shows, e não espero que com este texto eu faça outras pessoas pararem de gostar ou passarem a gostar. Só quero que compreendam meu ponto de vista.


Vai saber. Talvez eu tenha nascido um revolucionário no corpo errado, no momento errado e no mundo errado. Só sei que eu nunca irei ver um negócio desses, me dá a impressão que eu estou me emburrecendo. Se você gosta de assistir, ótimo, perfeito. Adiciona algo de bom no seu cerne? Sim? Perfeito, continue fazendo isso, ninguém te condena.



Só que eu não gosto, e não há argumento nesse mundo que vá me fazer gostar de ver meia dúzia de imbecis sentados num toco.


Afinal, nesse mundo em que cada vez mais estamos expostos, por bem ou por mal, se torna desnecessário olhar pelo buraco da fechadura.











Guilherme ouvir "Radio Ga Ga" a ver um reality show.



Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados