Publicidade

Acesso rápido

Postado por Guilherme Batista, em 26/06/2008

Eu não aprendo nunca, e é impressionante como o egoísmo alheio ainda me surpreende.
O egoísmo ou a corrupção, o que for pior.

-Opa! Vou aproveitar que ganho duas cestas básicas na faixa, e como dou uma pra minha filha, vou cobrar cinquenta conto, afinal, eu dou alguma coisa e não ganho nada em troca.
-Porra, ela tem 3 filhas pra criar e volta e meia precisa de dinheiro emprestado! Seus mercenários de merda!
-Não fui eu quem fez os filho, foi? Além do mais, se ela precisa de dinheiro emprestado, é por má administração de recursos.


Me dá nojo a forma como cada um pensa apenas no próprio umbigo. Não que eu seja O COMUNISTA e que tudo que é meu é de todos, mas em nome do bem comum [ou do bem do seu círculo social], o que custa tentar entender o outro?

-Oi, desculpa não ter ido te ver, mas eu precisava procurar o negócio X para receber minha recisão [e como você sabe, eu estou zerado...], e se eu fosse te ver ia chegar tarde na minha casa pra procurar o dito cujo ***considere que eu vou trabalhar de novo amanhã cedo e preciso acordar MUITO mais cedo para resolver outros vinte problemas***
-Claro. De você eu não espero mais nada, isso é normal vindo de você <- pessoa muito nervosa e magoada.

Aí depois as pessoas perguntam o porque eu me afasto delas. O povinho nojento.

-Vixe, não vou poder te ajudar com aquele negócio do dinheiro, perdi o emprego, se eu te ajudar agora eu fico fodido e sem grana
-É, eu sabia que não podia contar com você pra isso.

Nas aulas de filosofia, aprende-se a questionar o porque das coisas. Então eu pergunto: por que as pessoas adoram ver o mundo visando o que elas podem lucrar?
E por que apenas EU sou condenado por mostrar que às vezes eu também penso assim?

Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados