Publicidade

Acesso rápido

Postado por Guilherme Batista, em 07/08/2007

O problema de estar desempregado [e sem faculdade] não é você ver o mundo à sua volta continuar rodando. Por mim eu quero mais que tudo se exploda mesmo.

É o fato de você ter obrigações extras que não lhe rendem nada em termos financeiros.


Quem me conheçe sabe o quanto eu odeio fazer alguma coisa sem receber nada em troca. Vide minha vida escolar, em que os professores tinham que constantemente me incentivar (com benefícios), já que o terror psicológico não funcionava.
Imagine o trabalho que é fazer, de boa vontade, os serviços caseiros aonde eu moro.

Pensa, é uma casa grande [ o que me faz ter saudades da época em que isso aqui era um cubo e seis pessoas moravam. ]. Casa grande = mais sujeira acumuluda = faxina a cada 2 dias = _g de bandana na cabeça e ouvindo música dentro de casa para ter ânimo de limpar isso aqui.
No fim da manhã [coisa como dez da matina] eu estou cansado, tipicamente dormindo de novo para recuperar um pouco as energias.

Nisso entra meu vizinho, com seu incrível som 9.1, 9000Hz de potência e caixas de som viradas PARA O MEU QUARTO, coloca BRUNO E MARRONE para funcionar na potência máxima e espera que eu fique simpático com isso, certo?

Certo. Afinal de contas, jogar ácido no quintal deles e detonar metade do jardim da criatura é uma atitude louvável e altamente perdoável, dado que eu estava simplesmente me defendendo :)

[tá divertido ver a cara de espanto do povo ali com aquele troço derretendo as folhas deles]

Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados