Publicidade

Acesso rápido

Postado por Guilherme Batista, em 06/08/2007

Eu me pergunto se às vezes o mundo é que tem problemas demais, eu que sou chato [entenda como "mandão", "grudento", "filho da puta" e vai adicionando adjetivos] demais ou os dois.

De qualquer maneira, me decido pela segunda alternativa e tento mudar. Juro que tento. Acordo todo dia de manhã e digo: 'hoje eu vou ser educado'...
... não, a primeira coisa que faço de manhã é arrotar mesmo, AÍ SIM eu digo isso...
... mas o mundo implora 'POR FAVOR, SEJA ORC!', como diz o odra. Tipassim:

-Então vc tá desempregado?
-yeaph.
-Isso quer dizer que você vai ficar em casa?
-yeaph.
-E vai procurar emprego?
-[NÃO IDIOTA, VOU VENDER SUA BUNDA pra ter dinheiro] yeaph.
-E vc tava fazendo faculdade né?
-Uh-hm <- tentando ficar calmo.
-E parou?
-NÃO, MATEI TUA MÃE E FUI EXPULSO!
- [...]
-Perceba, eu "estava fazendo". Atente ao pretérito contínuo [terminado]. Isso quer dizer que eu parei. Se eu tivesse concluído, seria "e você fez"

Nem preciso me extendeer tanto nos diálogos.
Basta, por exemplo, chegar no balconista de uma PADARIA:
- o senhor deseja pães?
- NÃO, QUERO UM NÚMERO UM COM TUA IRMÃ DENTRO!

Pior era na escola:
-Então, algum aluno sabe essa resposta?
*_g levanta a mão*
-Senhor g, vc sabe a resposta?
- [...] NÃO, eu queria saber se vamos ter pizza no intervalo...

Quando não era no trabalho:
-Você é progrador certo? Isso quer dizer que você sabe programar!
-NÃO, ISSO QUER DIZER QUE EU SEI FAZER BRITADEIRAS!

estou cercado de ignorantes, tomanucú [com acento que a palavra é composta]

Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados