Publicidade

Acesso rápido

O futuro dos inputs da vida

Postado por Guilherme Batista, em 27/05/2009

"Input", para quem não sabe, era um termo bastante utilizado no começo da era da in(ferno)formática. Você usa essas porras até hoje, e não tem a menor idéia disso.

Sim, você usa. "Inputs" era o termo designado para o uso de qualquer dispositivo que oferecesse dados para um computador, dados estes definidos pelo usuário - em outras palavras, "mouse" e "teclado"

Eu falei que você usa essas porras até hoje, não falei?

ENTRETANTO, tais itens tem dois inconvenientes: LER e sujeira acumulada

Eu duvido que se você virar seu teclado de cabeça para baixo e chacoalhar ele não vá cair mais bactérias na sua mesa que estrelas no céu :D

Pois bem: o futuro desses dispositivos é o esquecimento. Meu iphone já serve também como mouse, só necessita de ser aprimorado - agora, imagine se houvesse uma interface de mouse baseada em touchscreen? Agora imagine a mesma coisa estendida ao teclado.

Para os desenvolvedores, iria ser uma maravilha, não? Um interface totalmente baseada em touch screen faz o que muitos da informática sonha, e a Apple chegou perto de idealizar: o software definindo o hardware. Ou como você acha que meu celular pode virar um MOUSE, com opções de clique e tudo o mais?

Entretanto, há uma segunda alternativa ao touchscreen: o "touchless". Como quase tudo no mercado de informática, não é tão novo assim, mas tem ganhado força. É uma forma de mandar dados pro computador (ou pro celular) apenas com os movimentos da mão.

Yeaph, você leu direito. Quem precisa de touchscreen quando se tem uma câmera?

Há uma série de vantagens desse tipo de interação com relação ao touchscreen. Pra começar, é muito mais fácil fazer um "multi-touch" com isso - mesmo não tendo touch.

E elimina outro problema sério de touchscreen: digitais e bactérias. Afinal, enfiamos os dedos nos nossos touchscreen o dia inteiro. Aquilo acumula gordura, e sempre gruda uma bactéria naquela porra. Como elas tem comida (ou seja, a gordura dos dedos), podem se proliferar à vontade pela sua tela. E depois você leva isso pro ouvido.

O touchless elimina isso.

A desvantagem? O gasto de bateria dos dispositivos mobile (celulares, MIDs, notebooks e afins), por causa do processamento (e cameras não são conhecidas por serem economizadoras de baterias)











Guilherme está tentando usar touchless no notebook :D



Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados