Publicidade

Acesso rápido

Postado por Guilherme Batista, em 05/06/2008

Canso de repetir: uma das melhores coisas que pode ter acontecido comigo foi ter conhecido a ari. Graças à ela aprimorei muita coisa que tinha [como o bom gosto pra roupas *cof cof*, minha capacidade para brigas - atualmente limitada a um 'VATOMANOCUCARALHOTOMANDANDOFAZERESSAMERDA'- e meus extensos conhecimentos em mentir por aí, principalmente para pessoas próximas, como seu chefe, sua mãe, seu irmão... Experimente namorar seu consorte do jeito que namoro ela. Ou você mente ou você arruma treta com sua casa e é deserdado de vez ;)], aprendi muita coisa [eu não sabia cozinhar batatas muito menos lembrava de como costurar minhas próprias roupas, e já morei sozinho] e principalmente, me tornei uma pessoa mais exigente.

Leia como "chato e crítico pra caralho".

Graças a isso ganhei uma preocupação excessiva com o que se refere à minha auto-imagem [excessiva pros meus padrões, diga-se]. Coisas como andar com roupas novas, ou conservadas, passar um condicionador, cortar o cabelo e tomar banho periódicos.
Veja bem, não que eu não goste de tomar banhos periódicos, o problema é que sempre em casa cansado demais, e a combinação "cansaço" + "freelancer" não me incentivava nem um pouco em ir pro quarto, separar a roupa e descer as escadas para o banheiro.

A questão é que agora eu até tomo banho todas as noites. E faço a barba com certa freqüencia [com trema no "qu", que o "qu" é meu e eu boto o que quiser nele, caralha!]. O que nos leva a exatamente onde quero chegar [sim, eu tenho o dom de gastar 4 parágrafos de puro embromation só para chegar no ponto certo]. Como sou descendente de uma linhagem européia [PORTUGAS!] + uma linhagem de um povo meridional além-mar [africanos], tenho a enorme tendência a ter muito, mas muito pelo.

E pelo duro, pra piorar. Enfins, sou um negão-esbranquiçado miscigenado. Eis que chegamos na barba.

A maldita, a criatura das trevas, essa coisa cheia de falhas e dura e piniquenta que eu tenho na cara.

É, desse jeito.
Pra melhorar o quadro, minha pele é excessivamente oleosa e pra fechar com chave de ouro, ela é sensível, muito sensível.

Já deu pra imaginar a auto tortura que é se barbear, certo? Não importa o quão Mach3 a lâmina seje, não importa o quanto creme, espuma ou qq coisa que eu passe na cara: a barba cria resistência e a lâmina rasga a cara toda.


... Isso acontecIA. É um problema que a maioria dos homens hoje em dia passam.
E dado a minha situação atual com a ari, resolvi que isso ia mudar.

Então, moçoilos, senão quiserem que suas barbas cocem, irritem e principalmente, piniquem as pernas de suas namoradas na hora do felattio, usem óleo de amendoas.

ISSAEMANO
Dependendo do tamanho da sua barba, ou da sua cara, duas ou três gotinhas [veja bem, gotinhas. Se mergulhar sua pele nisso como eu fiz, vc vai ter uma enorme quantidade de espinhas]

O óleo de amendoas paixão vai se encarregar de a)amaciar sua barba inteira e b)deixar sua pele mais resistente. Também pudera, suas espinhas aumentarão de maneira tão exponencial que virarão uma camada protetora de tecidos mortos

Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados