Publicidade

Acesso rápido

Postado por Guilherme Batista, em 06/07/2007

Acordei às quatro da matina, sem nada pra fazer.

Fui olhar uma caixa de recordações que eu tinha e achei um bilhetinho lá. Que tinham me entregado uns anos atrás. Queria me livrar daquilo, mas não tive coragem; tem lembranças que são boas demais às vezes para serem jogadas fora.

como os arranhões da caveira

Nenhum comentário:

ACESSO RÁPIDO

STAY IN TOUCH

COPYRIGHT Guilherme Batista

Todos direitos reservados